Cidade o Vaticano – O Papa Francisco celebrou na manhã desta terça-feira a Santa Missa na Capela da Casa Santa Marta. No centro da sua homilia esteve a primeira Leitura tirada dos Atos dos Apóstolos, que se pode intitular - disse Francisco – “A despedida de um bispo”. Paulo se despede da Igreja de Éfeso, que ele havia fundado. “Agora deve ir:

“Como é a minha fé em Jesus Cristo?”. É a pergunta formulada pelo Papa na homilia da missa matutina na Casa Santa Marta, na manhã de sexta-feira (15/01). O Pontífice se baseou no Evangelho para reafirmar que para compreender realmente Jesus, não devemos ter o “coração fechado”, mas segui-lo no caminho do perdão e da humilhação. “A fé – advertiu – não pode ser comprada por ninguém; é um dom que muda nossa vida”.

Na Solenidade da Imaculada Conceição, dia 8 de dezembro, a maior festa dedicada à Mãe de Deus, no dia em que a Igreja celebra os 50 anos do encerramento do Concílio Vaticano II, acontecimento que marcou o catolicismo contemporâneo na sua identidade e na sua relação com a sociedade e, na data que registra os primeiros 1000 dias de Pontificado do Papa Francisco, a Igreja se abre para o Ano Santo da Misericórdia ou Jubileu da Misericórdia. Ao presidir a celebração de abertura da Porta Santa da Basílica de São Pedro, ato que acontece apenas durante um Jubileu, o Santo Padre enfatizou o seu desejo para a vivência deste ano.

A Sala Clementina, no Vaticano, ficou repleta na manhã desta quinta-feira, 3 de dezembro, quando os participantes da Assembleia Plenária da Congregação para a Evangelização dos Povos (CEP) se reuniram para uma audiência com o Papa Francisco. 160 pessoas entre cardeais, bispos, funcionários e colaboradores deste departamento, estão debatendo nestes dias a situação de seu trabalho na missio ad gentes e as perspectivas para o futuro. O Papa, recém-chegado de sua primeira peregrinação à África – esteve no Quênia, em Uganda e na República Centro-africana – se dirigiu ao grupo, elogiando a presença da Igreja junto àquele povo ferido e carente, a quem leva sua obra de caridade e promoção humana.

Mais Artigos...